EMPREITEIRA, REUNIÃO DE LÍDERES E “SALÁRIO DE ¥1.400/h”…

EMPREITEIRA, REUNIÃO DE LÍDERES E “SALÁRIO DE ¥1.400/h”…

Reunião de líderes de uma grande empreiteira, contratada por uma grande companhia japonesa, para definir a distribuição de pessoal, casais, vindo do Brasil:

— Bem, aqui estão as fotos do pessoal que chega semana que vem. São seis casais e cinco solteiros, três moças e dois rapazes – diz o responsável geral.

— Então vamos ver a cara da mulherada. – pede um líder de linha.

— Esta aqui é show de bola… Parece ser bem gostosinha. – menciona outro líder.

— É casada! – diz o responsável geral.

— Tem problema, não… Fulano fica com o marido dela na linha dele e eu dou uma chegada nela na minha linha.

— Essa aqui é minha então! – grita um terceiro líder.

— E essa é minha… – seguem os líderes escolhendo as mulheres e deixando os homens em segundo plano.

— Aí, são nove mulheres, cada um escolhe uma e as duas que sobrarem vão para compensar os que ficaram com as mais feias… (risos) – sugere um segundo responsável.

— Beleza! – concordam os líderes.

— Só não pode deixar os maridos ficarem na mesma linha e nem em linhas próximas. – alerta um dos líderes.

— Fechado então? Cada um escolhe aí e depois passa os nomes de quem ficou com quem. – conclui o responsável geral já de saída.

— Ok! – dizem todos.

— Aê… Logo logo tem carne fresca no pedaço! – solta um dos líderes aos risos seguido pelos demais.

É… E assim começa mais uma saga de casais vindos do Brasil por essa empresa…

Uma empreiteira que, além de usar o chamariz “serviço de ¥1.400/h” para atrair pessoas a fim de preencher vagas de ¥900/h, sob o pretexto de “serviço temporário enquanto não sai a vaga de 1.400″ – que nunca sai –, tem no seu quadro de funcionários líderes que tratam mulheres alheias como meros objetos de desejo.

Nota*
Para empresas que tem lideres com este pensamento, as pessoas podem saber onde está a intenção e a responsabilidade com os casais e empregados.

Existem empresas boas, tirar informações e trocar ideias com amigos e nas redes sociais sobre as empresas é a melhor maneira de levantar pontos positivos e negativos.

Fica o exemplo do exemplo acima como um alerta de que manipular pessoas e regras quando se tem poder é possível. Alguém já presenciou assuntos semelhantes nos bastidores das empresas no Japão?

By Connexion.tokyo Team