Como conseguir isenção de Impostos de Renda e Residencial e receber subsídio escolar no Japão?

Como conseguir isenção de Impostos de Renda e Residencial e receber subsídio escolar no Japão?

1- tenha uma renda familiar anual declarada de no máximo ¥3.600.000 num ano, e no ano seguinte, mantenha uma média mensal máxima de ¥300.000; aqui não entra aquele renda obtida de negócios informais que porventura um dos cônjuges venha a fazer a fim de melhorar o padrão de vida da família.

2- tenha cinco dependentes. Ex.: esposa, dois filhos, pai e mãe no Brasil. Para os pais, faça remessas ao menos três vezes por ano, ¥10.000 para cada um, em contas separadas, conforme a regra em vigor a partir de 2016; o remetente poderá utilizar para isso, por exemplo, parte do kodomo teate, deste modo ele destinaria parte de um subsídio sem ter necessidade de tirar da própria renda. Assim, ajuda aos pais no Brasil e ainda mantém a isenção de impostos e o recebimento de subsídio por causa da comprovação de dependentes.

3- faça a declaração de dependentes corretamente, fornecendo a documentação comprobatória à empresa;

4- dirija-se à prefeitura e peça o subsídio para bancar os gastos escolares, como alimentação e excursões. Com essa renda e com o número de dependentes, o recebimento do subsídio é certo em muitas prefeituras.

Assim, o contribuinte terá isenção de imposto de renda quando o salário vier abaixo de ¥300.000; isenção de imposto de residência; e ainda receberá subsídio da prefeitura para cobrir os gastos escolares com alimentação e excursões.

 

Connexion Tokyo Team